SE O AGRICULTOR conquistense está amuado, de cara fechada, o consumidor está “morto” de alegre com a queda nos preços do tomate nas feiras livres e supermercados. Recordem que há pouco tempo, o tomate era o vilão da cesta básica.

Neste ano existe uma super safra e o tomate está com o preço despencando a cada dia. A fruta é perecível e por isto, o barraqueiro, ou o comerciante, não pode segurar. Tem que vender logo, para não perder o produto. O lucro diminuiu, naturalmente.

Adriana Simpricio (foto) declarou que é hora de aproveitar. “Uso o tomate fazendo molhos, congelo a massa, uso muita criatividade e toda a família sai lucrando com o preço baixo. O preço está caindo bastante e temos que aproveitar estes momentos”, comentou.